O bacalhau, o Gomes, o Brás e o Zé

Alguns pratos tradicionais da culinária recebem o nome de seus criadores e é esse o caso do Bacalhau à Gomes de Sá, da autoria de José Luís Gomes de Sá Júnior,  nascido no Porto a 7 de Fevereiro de 1851 e que faleceu no ano de 1926. Negociante de bacalhau, sediou o seu negócio num armazém da Rua do Muro dos Bacalhoeiros, na Ribeira do Porto, tendo vendido a receita ao seu colega e amigo João, cozinheiro do Restaurante Lisbonense, localizado na Travessa dos Congregados, na cidade do Porto. A receita original propõe que o bacalhau seja cortado em pequenas lascas amaciadas em leite durante cerca de uma hora e meia a duas horas e que seja cozinhado com azeite, alho e cebola, acompanhado com azeitonas pretas, salsa e ovos cozidos.

Este é um prato originário e típico da cidade do Porto e muito apreciado pelo seu sabor e requinte, normalmente acompanhado com Vinho verde tinto ou Vinho do Douro.

Por ser muito apreciado, é um prato que tem também impacto em todo o território português, bem como no Brasil, visto que o Brasil foi povoado por portugueses da região Norte de Portugal. Por essa razão, o Consul do Brasil no Porto, em 1988, João Frank da Costa, decidiu homenagear o criador da receita, José Luís Gomes de Sá Júnior, mandando colocar uma placa na parede da casa onde nasceu, na Rua do Muro dos Bacalhoeiros. 

 

Bacalhau à Brás (ou também Bacalhau à Braz) é outro típico prato português de bacalhau e um dos mais populares. Consiste em bacalhau desfiado, batata palha frita, cebola frita às rodelas finas, ovo mexido, azeitonas e salsa picada. É muito consumido em Portugal e também em Macau. O excelente sabor depende da relação dos componentes da receita, principalmente a quantidade de cebola em relação ao bacalhau e o azeite usado para efetuar este prato. A receita foi criada por um taberneiro do Bairro Alto, em Lisboa, de seu nome Brás.

 

Mas voltamos ao Porto, nomeadamente a José Valentim, apelidado de "Zé do Pipo", dono de um restaurante tradicional da cidade do Porto e autor da receita Bacalhau à Zé do Pipo. Foi criada na década de 1940, tendo então alcançado a primeira posição num concurso denominado "a melhor refeição ao melhor preço". É preparado com bacalhau, maionese, puré de batata, cebola, leite, azeite, pimento vermelho, louro e azeitonas. entre outros ingredientes possíveis. Após cozedura, o bacalhau é gratinado com os restantes ingredientes.

 

Foi então graças a estes três nossos amigos portugueses que a nossa culinária ficou mais sublime. Obrigada ao Gomes, ao Brás e ao Zé.

 

 


Contactos

Pieces of Moments