Guimarães e o regresso épico ao passado...aqui nasceu a pátria e a alma lusitana

Ontem foi do dia da estreia, do arranque, da primeira prova de fogo das quinas portuguesas. Empatámos. Podia ser melhor, podia ser pior. O que ficou? A vontade de 'ferro', a motivação, a bravura, o espírito guerreiro que os nossos jogadores voltarão a mostrar nos jogos seguintes. A pátria esteve lá, está sempre lá, embora espalhada pelos 4 cantos do mundo e torceu a 3 cores, de coração unido e com fé. Arrepio-me sempre que ouço o hino nacional e que me desculpem os benfiquistas, sportinguistas, portistas, etc, mas apenas vejo futebol quando se trata da nossa Seleção. O que hei-de fazer? É diferente, bem diferente. É a alma lusitana, é a pátria, é a emoção, é a união, é uma só voz. É lindo.

E porque falamos de pátria, falemos agora de Guimarães. Guimarães (aqui nasceu Portugal), vai regressar ao passado de 23 a 26 de Junho/16 com a sua Feira Afonsina e pelo 6º ano consecutivo. A recriação histórica deste ano designa-se por "Recontro de Valdevez" e retrata o combate entre os exércitos de D. Afonso Henriques contra o seu primo D. Afonso VII de Castela, contando com a participação do município de Arcos de Valdevez.

Além da recriação do "Recontro de Valdevez", que terá lugar no Campo de S. Mamede dias 22, 23 e 24 às 22.00, a Feira Afonsina vai ter a habitual zona de mercadores, restauração, áreas temáticas, 'workshops' e "vários momentos" de animação. Por tudo isto, o evento tem uma grande importância histórica, económica e turística.

Queridos jogadores da Seleção: sejam afonsinos em campo, sejam alma, sejam Portugal. Força!

Viva Portugal!


Contactos

Pieces of Moments