Ser mulher é ser amor...em verdade

Como devem ter percebido, há poucos dias atrás assisti a uma sessão de Coaching sobre "Ser Mulher" e foi tão benéfico e renovador que venho aqui partilhar convosco algumas coisas.

E o que aprendi ou tomei consciência é que "Ser mulher" é ser amor em verdade. Nós temos o direito e a obrigação de mostrar força, caráter, determinação, firmeza mas sempre em sintonia com o amor e a verdade. Se pensarmos e agirmos com amor, o nosso mundo será transformado aos poucos.

As duas horas de Coaching serviram para tomar consciência de que devemos simplificar e amar, sem deixar de sermos responsáveis pelo que queremos ser e por descobrir a nossa missão de vida.

E curioso, fez-me buscar e lembrar de um livro que li há um tempo atrás e do qual falei brevemente num post. O Livro foi "Passeio à beira-mar" de Joan Anderson. 

Um livro envolvente, que recomendo vivamente, com uma linguagem simples, em que tudo o que autora escreve se sente, levando-nos à vivência de emoções.

A história envolve duas mulheres, em fases distintas da vida, unidas pelo mesmo nome, Joan, e por uma amizade plena de autenticidade e de grande partilha. A mais nova encontra-se numa encruzilhada pessoal e profissional e isola-se em Cape Cod, em busca de si própria, procurando reencontrar-se e resolver as suas questões existenciais. A mais velha é uma mulher sábia, na reta final da vida, que "viveu antes do seu tempo" e que assume em toda a história o papel de mentora, defendendo que a vida é uma dádiva e que por isso deve ser bem sentida e vivida.

"Passeio à beira-mar" é um livro inspirador, com uma linda mensagem sobre a beleza e sabedoria associadas ao processo de envelhecimento e à tomada de consciência de que a aprendizagem se faz até à nossa etapa final e de que "não há um futuro perdido" mas antes um futuro cheio de possibilidades, que nos permite encontrar o nosso lugar no mundo.

Aos 47 anos tenho a plena consciência de que devemos tentar encontrar o sentido da nossa existência, de que a vida é feita de etapas melhores e piores e todas elas têm a função de nos ensinar algo e de nos tornar melhores, mais recetivos ao mistério da vida, mas também à sua desmistificação.

Fica a partilha.

 


Contactos

Pieces of Moments