Quanto mais alto sobe...

16-11-2018 10:56

Este provérbio tem um perfeito enquadramento na temática da Liderança. Na minha temática formativa de Liderança e Gestão de Equipas, alerto para o novo formato do papel dos/das líderes deste século. Refere Golsmith que "Quanto mais alto sobe, mais os seus problemas são comportamentais." Contextualizando esta frase com o provérbio acima, avanço afirmando que uma das competências dos/das líderes/chefias de hoje é a da responsabilização dos membros da sua equipa, a par do seu crescimento e desenvolvimento. Os/as líderes, para além das suas vastas competências pessoais, terão de ter as competências sociais necessárias para que consiga deixar um legado positivo e uma referência para o futuro. E, neste sentido, uma das competências sociais que deverá ter é a da flexibilidade comportamental e isto significa exatamente ter "um olho no peixe e outro no gato". Cada membro da equipa tem a sua particularidade, sendo que um/uma líder deverá ajustar-se a cada pessoa por forma a conseguir desenvolver as suas competências, a mobilizar e motivar toda a equipa para um mesmo objetivo. Existem membros passivos e outros agressivos. O poder da observação é aqui essencial. Conhecer bem para bem liderar. A liderança deve ter uma visão de helicóptero: afastar-se para ter uma perspetiva global do trabalho e dos objetivos e aproximar-se do terreno, estando presente, observando, dialogando, intervindo, auxiliando, atenta às especificidades das pessoas e situações. Porque...as pessoas têm percursos diferentes de vida e motivações diferentes. Não se pode padronizar a liderança. Vale a pena pensar nisto.

"Um mau líder até pode ser esperto e inteligente, mas só quem se preocupa verdadeiramente com os outros pode ser um bom líder." François Pienaar


Contactos

Pieces of Moments