Uma bica, por favor...a origem do ritual português

Longo, italiana, abatanado, pingado, com cheirinho ou simplesmente bica ou expresso, o café é, desde há muito, um ritual diário de muitos portugueses, um bom companheiro, um fiel amigo, presença habitual num encontro de amigos, em eventos sociais ou um facilitador de negociações. 
 
O café foi desde cedo (Século XVII) apreciado em toda a Europa e em muitos países existem cafés que se tornaram históricos e que permaneceram como casas famosas de encontro de pessoas célebres e que ainda hoje marcam presença relembrando outros tempos. Em Portugal temos o exemplo do Nicola e da Brasileira, no Chiado, sendo que parece que foi na Brasileira (aberta em 1905) que se iniciou o consumo de café em Portugal.
 
 O café era importado do Brasil e no início as primeiras máquinas de café expresso serviam um café de sabor forte e amargo causando alguma estranheza nos clientes, tendo sido colocado um cartaz com a seguinte legenda : "Beba Isto Com Açucar", frase que integra as siglas de BICA. Esta medida foi tomada para incentivar o consumo de café junto dos seus clientes.
 
Era na Brasileira que se reuniam médicos, advogados, jornalistas e artistas – entre os quais Fernando Pessoa e Almada Negreiros.
No entanto, existe uma segunda explicação para a origem do nome BICA: antes de surgirem as primeiras máquinas de café expresso, o café era de saco e saía lentamente a partir de uma pequena torneira – a bica.
 
Mas explicações à parte, o café tem muitas virtudes associadas: a caféina estimula o sistema nervoso central, mantém a atenção, melhora a memória e o humor, ajuda na respiração e na digestão e atenua a sensação de fome. Alguns estudos sugerem que uma xícara de café pode ajudar a acalmar os sintomas da enxaqueca e que, se consumido em doses razoáveis, o café não afeta o sono nem prejudica o coração. Pode, ao contrário, ajudar na ação preventiva de algumas patologias graves, como Alzheimer e Parkinson. O café contém também substâncias antioxidantes, que contribuem para eliminar os radicais livres.
 
O café desperta os nossos cinco sentidos, é envolvente, é inspirador, é relaxante, é mágico. Costumo dizer que são 5 mn preciosos que mudam o dia. Não abdico. Sou fã.
 
Tal como Fernando Pessoa disse um dia: "Levem o mundo: deixem-me o momento!"
 
Então "Uma bica e um pastel de nata, por favor".           
 
 

Contactos

Pieces of Moments