Têm dor de cabeça? Vão a São Torcato...

São Torcato era natural de Toledo e descendia da nobre família romana denominada Torquatus romanus. Durante toda a sua juventude, foi marcado pelas suas virtudes, que continuaram mesmo depois de exercer as funções de Arcipreste na Sé de Toledo. Isto levou a um enorme reconhecimento por parte da Igreja. No ano de 693, demonstrou eloquência e firmeza de fé, pelo que foi aclamado arcebispo de Braga e pouco tempo depois do Porto e de Dume. 
 
Refere a história que em 711 os muçulmanos entraram a sul da península ibérica e Muça, general enviado de Tarik para conquistar toda esta região e espalhar o culto a Alá e Maomé, encontrou a resistência do arcebispo Torcato que disposto a lutar e a defender as suas crenças, enfrentou com os seus companheiros o exercito enraivecido de Muça.
 
O arcebispo fez um discurso, após o qual Muça desembainha a espada e desfecha com um golpe fatal Torcato fazendo o mesmo aos companheiros. De acordo com a lenda, o seu corpo foi encontrado íntegro num bosque, no meio das silvas e de um monte de pedras, não tendo sido logo reconhecido. Após uma sacolada na cara do Santo é que o mesmo foi identificado e, não havendo água para lavar o seu rosto, logo brotou uma fonte caudalosa que ainda hoje se conserva, conhecida como Fonte de São Torcato, de conhecidas águas medicinais. No local foi construída uma capelinha em honra do Santo, que se encontra hoje sepultado em câmara de vidro, no Santuário de São Torcato (situado em Cabaços, freguesia do Distrito de Guimarães). 
 
Por volta de 1637, uma delegação da Colegiada de Guimarães foi à sepultura de S. Torcato, abriu o túmulo e verificou que o corpo continuava inteiro. 
Em 1852, S. Torcato foi transladado da igreja paroquial, a chamada "igreja velha" - na altura, mosteiro - para o atual Santuário, que começou a ser construído em 1825, em cantaria de pedra de granito da região, e que mistura diferentes estilos arquitectónicos, do gótico ao manuelino. Obra de grande complexidade, foi apenas agora concluida, 190 anos depois, devido a dificuldades financeiras, a fendas que surgiram e à falta de mão de obra que trabalhasse o granito. É como que dizer que é uma "Obra de Santa Engrácia" (Igreja de Lisboa que levou também muito tempo a ser construida)
A Igreja do Mosteiro de S. Torcato - Monumento Nacional - é uma construção de raiz visigótica que sofreu alterações no séc. XII e foi posteriormente ampliada durante o séc. XIX, ainda subsistindo alguns elementos da antiga construção românica.
 
São Torcato é venerado essencialmente como o Padroeiro das dores e doenças de cabeça, por isso, os devotos põem o chapéu do Santo na cabeça, para que lhes sejam concedidas graças.
 

Contactos

Pieces of Moments