Pousadas de Portugal...magníficos refúgios-Parte 2

 

No final de Outubro/15 publiquei um artigo sobre as Pousadas de Portugal localizadas na Zona Norte de Portugal. Agora, chegou a vez de abordar as da Zona Centro e o encanto continua.

E a primeira Pousada é a fantástica e majestosa Pousada da Serra da Estrela (foto acima). Curioso mas há uns anos, aquando da minha última visita à Serra da Estrela, e num dos nossos Passeios Pedestres, dei com um enorme e sumptuoso edifício em ruinas no meio da floresta e a expressão foi "Que pena estar assim, a arquitetura é digna de um Hotel". E felizmente foi mesmo isso que aconteceu pois o grupo Pestana, em 2014, investiu nele e muito bem, tornando-o numa Pousada de 5 estrelas. 

Aquele edifício em ruinas era o antigo sanatório dos ferroviários, que tinha ficado abandonado durante 45 anos e que foi projectado nos anos 20 do século XX. Foi mandado construir pelos Caminhos de Ferro para tratamento de tuberculose dos seus funcionários, visto poderem beneficiar da localização (sítio calmo e com ar puro). Demorou 8 anos a ser construído (1928-1936) e permaneceu fechado durante outros tantos anos, devido a circunstâncias diversas e estranhas à CP. Depois viria a ser arrendado à Sociedade Portuguesa de Sanatórios, com a condição de receber todos os doentes necessitados. O edifício acolheu, ao longo de mais de 40 anos, muitos milhares de tuberculosos, provenientes de todo o país. O recurso à quimioterapia anti-tuberculose levou ao encerramento dos sanatórios afastados dos centros urbanos e pouco rentáveis e o Sanatório das Penhas da Saúde encerrou em Junho de 1969.

No entanto, hoje é um ex-libris da Serra da Estrela.

A Pousada de Viseu (foto acima)  é uma pousada histórica que foi construída no edifício do Hospital de São Teotónio, datado do século XIX. Parte da fascinante história local inclui a história da Rainha D. Maria I que exigiu que todos os concelhos do distrito contribuíssem a favor da construção do hospital em 1799. A gora é uma charmosa  Pousada, com grandiosos espaços abertos, um belo átrio rodeado por claustros e um luxuoso spa – o primeiro construído numa pousada. Na entrada do majestoso edifício podemos admirar três estátuas que representam a Fé, a Esperança e a Caridade. 

 

Resultado de imagem para pousada da ria de aveiro

A Pousada da Ria de Aveiro (foto acima) encontra-se situada no istmo que liga Murtosa às praias de São Jacinto, inserindo-se numa área protegida de beleza natural única. Com vista para a Ria de Aveiro, a partir das suas varandas, pode-se apreciar na acalmia dos fins de tarde a tradicional faina dos Moliceiros e da pesca na Ria. 

A Pousada Convento Vila Pouca da Beira (foto acima) está instalada no Convento do Desagravo, cuja edificação esteve a cargo do Bispo D.Francisco de Lemos de Faria Pereira, no final do século XVIII.O Convento foi erigido sob lemas como a penitência, austeridade e santidade.A história faz parte deste edifício, que já teve várias tipos de utilização, onde se destaca o alojamento aos desalojados das ex-colónias portuguesas entre 1975 e 1983. Hoje, mantém todo o fascínio de um passado histórico carregado de simbolismo, moldado à medida do conforto dos tempos modernos. Este hotel histórico está próximo da Serra da Estrela e da Serra do Açor e tem vistas panorâmicas incríveis da paisagem natural circundante, propiciando um ambiente romântico e tranquilo.

A Pousada Convento de Belmonte (foto acima) tem origem na recuperação do antigo Convento de Nossa Senhora da Esperança, a pouco mais de 1 km da vila de Belmonte (berço de Pedro Álvares Cabral). Surge da recuperação das ruínas do antigo Convento de Nossa Senhora da Esperança, sobre uma Ermida do século XIII e provavelmente sobre vestígios de antigos lugares de culto pagãos. A Pousada preserva integralmente toda a herança histórica do convento (classificado em 1986 como imóvel de interesse público), incluindo a arquitectura em anfiteatro, entre os pinhais da Serra da Esperança, e uma deslumbrante paisagem sobre a região da Cova da Beira e Serra da Estrela. Foram recuperadas a capela e a antiga sacristia, agora transformadas em sala de convívio e bar.

A Pousada de Condeixa-Coimbra (foto acima) nasceu no edifício que pertenceu à nobre família dos Almadas, tendo sido construído no séc.XVI.Durante muitos anos recebeu personagens da mais distinta nobreza europeia.

 

Como podemos atestar, as Pousadas de Portugal são verdadeiros refúgios e bálsamos para a alma. 

E motivo de orgulho também.

 

Entre o sono e sonho, 
Entre mim e o que em mim 
É o quem eu me suponho 
Corre um rio sem fim. 

Passou por outras margens, 
Diversas mais além, 
Naquelas várias viagens 
Que todo o rio tem. 

Fernando Pessoa

 


Contactos

Pieces of Moments