Amanhã inicia o Advento...entramos na Quadra mágica do Natal

Entramos então na Quadra de Natal.  Para mim, esta é a época do ano mais bonita pois simboliza, o encanto, o sentimento de tranquilidade, de paz, os momentos em família, enfim, desperta em nós, o que de melhor temos. Com o passar dos anos, vamos passando, felizmente, da euforia desenfreada do consumismo, para a fase em que apenas admiramos, a montagem da Árvore e do Presépio, as decorações natalícias, em que pensamos na ementa de Natal, nas canções, nas botinhas junto da lareira, enfim na calma que o Natal deve representar. Natal é também um certo recolhimento e toda a sua envolvência é de facto mágica.

Este ano, a pequenita e eu, bem como todo o grupo da catequese, contribuimos para a montagem do Presépio nos Bombeiros (fotos abaixo): a nossa estrela ficou linda e não faltou criatividade. Mais logo, a nossa Árvore de Natal será montada e esse é sempre o momento mais esperado: de ano para ano, lá saem as bolas, os sinos, as estrelas, as pinhas, os anjinhos, os laços,as fitas, as luzes e a grande Estrela no topo. Depois, fazemos o nosso Presépio. O entusiasmo é sempre grande, como se fosse a primeira vez. É esse o encanto e a magia que o Natal provoca em nós.

Seja verdadeiro ou artificial, o pinheiro simboliza a vida, pois é uma das poucas árvores que sempre se mantêm verde, mesmo durante o inverno, quando a maioria das árvores perdem as folhas. O costume de enfeitar árvores de Natal é comum entre católicos, protestantes, ortodoxos e mesmo por ateus ou agnósticos.

De acordo com registos históricos, a origem da tradição da árvore de Natal remonta ao ano de 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. De acordo com a lenda, Lutero caminhava pela floresta e ficou encantado com a visão de um pinheiro coberto de neve, sob o brilho das estrelas no céu. Quando chegou em casa, tentou reproduzir para os seus familiares a linda imagem que tinha visto, usando galhos de um pinheiro, algodões (para simbolizar a neve) e algumas velas e outros adereços, imitando as estrelas. No entanto, existe outra versão que alega que as árvores de Natal, da forma como são conhecidas atualmente, surgiram na Alemanha entre o século XVI e XVIII. A tradição só chegou aos Estados Unidos e a outros países europeus no século XIX. No Brasil, o costume entre os cristão de enfeitar árvores de Natal só apareceu no começo do século XX.

No que diz respeito à tradição católica, a árvore de Natal é geralmente montada no final do mês de Novembro.Nos Estados Unidos há o costume de preparar a árvore de Natal, assim como os demais enfeites para as celebrações natalinas, logo após o Dia de Ação de Graças, que acontece na 4ª quinta-feira do mês de Novembro.

Tradicionalmente, a Árvore é desmontada no dia 6 de janeiro - Dia de Reis (celebrando a chegada dos Três reis Magos à cidade de Belém, onde se encontraram com Jesus Cristo e o presentearam).

Por fim, a presença da grande estrela no topo da Árvore símboliza a estrela que guiou os Reis Magos ao local de nascimento do menino Jesus.

E a vossa árvore? Já está de pé?

Que o encanto comece...


Contactos

Pieces of Moments