Estatutos de consciência...

20-06-2017 15:18

Resultado de imagem para marcelo rebelo de sousa e ministra administração internaResultado de imagem para marcelo rebelo de sousa e ministra administração interna

Num dos Jornais da tarde de hoje pude observar as bonitas e comoventes atitudes do nosso Presidente da República, bem como da Ministra da Admnistração Interna. Mostraram que, acima de qualquer estatuto, são seres humanos, que se sensibilizam com todo o sofrimento que se tem vindo a sentir na Região centro do país.

Marcelo Rebelo de Sousa é um Presidente de consciência, voltando a mostrar a sua humanidade,  a sua empatia pelo sofrimento do povo e dos bombeiros, a sua autenticidade, pronunciando palavras de louvor e de esperança às pessoas presentes.

Apesar de algumas críticas que já vi por aí, de gente que, de empatia, nada devem ter, assumindo-se como os que "sabem tudo" e que nada sabem e nada fazem, que nem sequer sabem demonstrar sentimentos e que aproveitam tudo para fazer política, o Prof. Marcelo é, acima de tudo, um ser humano que não se distancia, que se aproxima das pessoas, que não se "esconde" atrás da "vidraça" de Presidente da República. É o melhor Presidente que podíamos ter neste momento e tenho a certeza de que tudo fará para que se corrijam situações e se executem todas as ações necessárias para que futuras tragédias não ocorram.

Esta não é uma altura para se fazer política, é uma altura para se unir esforços e se tomarem as medidas necessárias e imediatas para se evitarem futuros flagelos e essas medidas deverão ser tomadas de forma concertada por todas as organizações que têm a responsabilidade de o fazer. Que façam o que sabem que devem fazer e que não se percam em teorias e em reflexões que ficam no papel.

Voltando ao nosso Presidente, dedico-lhe estas palavras: "Vem se não vieres com sabor amargo. Se não trouxeres as malas carregadas do que só os teus olhos vêem. Se fores mais doce do que amargo. Se não tiveres desaprendido de sorrir com tudo o que te fez chegar até aqui. Vem ocupar o meu vazio se os teus móveis não forem os mesmos, os que de tão pesados me acabarão por destruir o vazio que construí.Vem, se vieres apenas tu. Entra, vá lá. Depois de todas as lágrimas." Luís Osório - AMOR

O povo não precisa de pessoas "frias", negativas, distantes, de estatutos políticos, que lhes aumentem a impotência, o "vazio" e a tristeza. O povo precisa de pessoas nutritivas, pessoas que abracem, que se mostrem solidárias, que sejam autênticas, que lhes levantem o ânimo e que lhes dêem força e esperança para, como diz o Prof. Marcelo, "renascerem das cinzas" e continuarem com forças para uma luta gigante que não tem dado tréguas.


Contactos

Pieces of Moments