Simplesmente sou...uma pessoa, uma mulher

07-03-2017 10:19

Resultado de imagem para dia internacional mulher

Há dias, li o livro "O prazer de ser mulher" de Margarita Rivière e dado que amanhã é Dia Internacional da Mulher, retirei de lá o excerto abaixo que considero bonito e que passo a transcrever:

"...aí está essa vetusta supermulher, disposta a fazer as vezes de mulher, de homem e do mais que vier, tudo ao mesmo tempo. Começo por esta superwoman, capaz de passar pela vida como um rolo compressor. Dar à luz, seduzir, governar a casa, trabalhar, educar os filhos, ser motorista, enfermeira, a que cuida dos avós velhotes...executiva brilhante, triunfadora pública, ícone poderoso ou referência mediática, cozinheira, criada para todo o serviço, ombro amigo...ser indefinido, capaz de apaixonar e apaixonar-se, mandar, dirigir, organizar, ter o frigorífico abastecido, estar em dia, acompanhar a moda, apoiar o cônjuge...saudável, jovem, feliz, sorridente...Quantos são os papéis simultâneos da supermulher...Não é fácil,em determinadas situações, descobrir prazer em ser mulher, em olhar para si mesma sem hipocrisias. E ver, então, que nada está escrito e que está tudo por fazer...Que sente, que pensa, que observa e conhece, que aprende e julga, que processa e opina, que ajuda e recebe ajuda, que respeita e se faz respeitar. Gostar um pouco de nós pelo que somos em vez de olharmos sempre através da lupa da crítica em riste, significa, sobretudo, compreender e compreendermo-nos. Servir os outros, essa tem sido a grande missão dessa casta feminina universal. Elas dão a vida, dão consolo, governam o lar, sabem organizar o quotidiano, vivem dependentes dos demais e dispõem de um "sexto sentido" previdente...São elas que resolvem as emergências da vida e nessas emergências prevalecem as alheias. É o caso da mulher pára-raios: tudo lhe cai em cima, seja criança, jovem, adulta ou avó. Quantas conhecemos? O mais incrível é que esta mulher pára-raios existe em todo o mundo até ao ponto que se um dia - impensável - decidissem ir dormir todas ao mesmo tempo, o equilíbrio do planeta poderia correr perigo. Entre  a mulher pára-raios e a mulher-escrava só vai um passo. Do prazer de acolher e amparar pode passar-se, quase sem se perceber, para a tortura de desaparecer enquanto pessoa. Quando os outros dispõem de todo o nosso tempo, deixamos de existir. Olho em meu redor, em pleno séc. XXI, e vejo mulheres angustiadas por não poderem corresponder a tudo o que os outros, em casa, no trabalho e na vida, lhes exigem. Espera-se tanto de uma mulher."

É ou não, um excerto lindíssimo? É ou não verdade que cada uma de nós se revê em algumas coisas? Dia Internacional da Mulher é amanhã mas, por favor, celebrem-no em respeito do que SOMOS. Um ser que merece todo o respeito e que por isso se deve fazer respeitar. Há tantas formas de celebrar este dia de uma forma saudável, de brindarmos à vida e de nos darmos a oportunidade de o passar em harmonia. O meu já tem um plano. É surpresa...verão depois.

Votos de um Feliz Dia Internacional da Mulher.

 

 


Contactos

Pieces of Moments