Scientiae thesaurus mirabilis...assim decidiu D. Dinis

27-09-2016 12:20

Se fiquei encantada com o percurso pelas ruelas históricas de Coimbra e com toda a sua envolvência cultural, chegar ao topo da Alta de Coimbra e visitar os espaços da Universidade, foi a 'cereja no topo do bolo'. A Universidade de Coimbra integra um conjunto de monumentos e de edifícios históricos, ocupando uma vasta área no topo da cidade.

Foi em 1290 que D. Dinis assinou em Leiria o documento Scientiae thesaurus mirabilis, criando a 1ª universidade do país mas apenas em 1537 a mesma foi definitivamente instalada em Coimbra (no histórico Paço Real da Alcáçova) por D. João III. Compreende-se assim a grande importância destes dois reis e é por esse motivo que são as estátuas de D. Dinis e D. João III que vemos nos espaços da Universidade de Coimbra.

Hoje, a Universidade de Coimbra conta com oito Faculdades (Letras, Direito, Medicina, Ciências e Tecnologia, Farmácia, Economia, Psicologia e Ciências da Educação, Ciências do Desporto e Educação Física).

De salientar que as zonas Alta e Sofia (num total de 21 + 10 edifícios) passaram a ser, em 2013, Património Mundial da UNESCO.

Foi na Universidade de Coimbra que foi desenvolvida uma parte importante da Ciência Náutica que permitiu os descobrimentos, e também foi nela que se escreveram traços decisivos para a formação do Brasil. A construção e estudo da língua portuguesa tiveram na Universidade de Coimbra o seu berço e a sua escola de referência ao longo de sete séculos. Os edifícios também estão carregados de história, pois parte da Universidade está alojada no paço real onde nasceram os reis da primeira dinastia de Portugal, e onde se reuniram as famosas cortes de 1385 que, pelo poder da palavra do professor João das Regras, originaram a segunda dinastia de Portugal.

Mas, é também nesta zona, numa das ruas que sobe até à Universidade, que morou no séc. XIX,  Augusto Hilário, conhecido poeta e fadista que criou o Fado de Coimbra, falecido quando frequentava o 3º ano de medicina em Coimbra. A ele foi feita homenagem, dando o seu nome, ao largo onde habitou.

A Universidade de Coimbra 'toca o céu', o 'céu' da sabedoria, do conhecimento, da cultura, da tradição e da inspiração.

 

 

 


Contactos

Pieces of Moments