Portugal Criativo

13-07-2016 07:45

O Porto de Leixões, da autoria do arquiteto Luís Pedro Silva, foi recentemente distinguido com mais um prémio internacional (o AZAwards), entre 826 projetos de mais de 50 países. AZAwards é uma prestigiada competição canadiana que todos os anos elege o que de melhor se faz no mundo da arquitetura e do design contemporâneo.

De acordo com a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), este prémio vem reafirmar a excelência do novo Terminal, reforçando a sua notoriedade junto das maiores companhias internacionais de cruzeiros que têm vindo, de forma crescente, a considerar Leixões como paragem obrigatória, trazendo, dessa forma, cada vez mais visitantes para o destino Porto e Norte.

Agora foi a vez de Maria Abreu, aluna da faculdade de arquitetura do Porto, receber um prémio das Nações Unidas, no âmbito da reabilitação de uma ilha localizada na Rua dos Bragas, em Cedofeita, no Porto. Foi a primeira vez que uma faculdade de arquitetura portuguesa recebe um prémio da ONU.

O Porto é uma cidade de ilhas (tem mais de novecentas ilhas), povoadas maioritariamente por idosos que vivem em más condições e no risco eminente de isolamento. Escondem-se dentro dos cantos da cidade e caem no esquecimento de quem por elas tantas vezes passa.   

Foi esta realidade que inspirou a jovem Maria Abreu, a desenvolver um projeto capaz de abrir estes espaços a toda a comunidade. O desejo de recuperar património e de rejuvenescer o espírito das ilhas, num país cada vez mais envelhecido, levou a jovem a  participar no concurso “A Society of All Ages”, promovido pela organização International Council for Caring Communities, em parceria com a ONU.

Parabéns Luís Pedro Silva e Maria Abreu, por promoverem a capacidade criativa de Portugal.

 

 


Contactos

Pieces of Moments