Olhando o mundo azul à minha frente...

29-06-2017 16:20

Imagem relacionada

O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina localiza-se no litoral sudoeste de Portugal. Com uma extensão de 110 km, numa área total de 74 414,89 hectares, correspondendo a área terrestre a 56 952,79 ha e a área marinha adjacente a 17 461,21 ha, este Parque Natural é composto por  diversos tipos de paisagens, habitats naturais e semi-naturais: arribas, falésias abruptas e recortadas, praias, várias ilhotas e recifes (incluindo a ilha do Pessegueiro e um invulgar recife de coral na Carrapateira), o estuário do Mira, o cabo Sardão, o promontório de Sagres e Cabo de São Vicente, sistemas dunares, charnecas, sapais, estepes salgadas, lagoas temporárias, barrancos, etc.

É o nosso Alentejo. o Alentejo mágico. Faz-me recordar o nosso Rui Veloso com a sua famosa e lindíssima canção "Porto Covo", que me devolve à lembrança do Alentejo:

"Roendo uma laranja na falésia

Olhando o mundo azul à minha frente,

Ouvindo um rouxinol nas redondezas,

No calmo improviso do poente

Em baixo fogos trémulos nas tendas

Ao largo as águas brilham como prata

E a brisa vai contando velhas lendas

De portos e baías de piratas

Havia um pessegueiro na ilha

Plantado por um Vizir de Odemira

Que dizem que por amor se matou novo

Aqui, no lugar de Porto Côvo

A lua já desceu sobre esta paz

E reina sobre todo este luzeiro

Á volta toda a vida se compraz

Enquanto um sargo assa no brazeiro

Ao longe a cidadela de um navio

Acende-se no mar como um desejo

Por trás de mim o bafo do destino

Devolve-me à lembrança do Alentejo

Roendo uma laranja na falésia

Olhando à minha frente o azul escuro

Podia ser um peixe na maré

Nadando sem passado nem futuro"

 

 


Contactos

Pieces of Moments