O meu ano sabático...

09-09-2016 11:48

A ideia estava a ser "trabalhada", refletida e as férias serviram para chegar à decisão de fazer de 2016/2017 o meu ano sabático. Será um ano de 'pausa' para repensar a carreira e para me afastar da rotina habitual. Será o meu ano. Afinal, estou a 2 anos de fazer 50. O ano em que analisarei novos projetos pessoais e os que têm sido consecutivamente adiados. Engraçado como sinto agora que a criação do Blog, há quase 1 ano atrás, foi o despontar deste novo 'caminho', da necessidade de criar e de me 'encontrar' em novos desafios.

O termo 'sabático' tem origem hebraica, que significa 'repousar'. Na antiguidade, de 7 em 7 anos, celebrava-se o ano sabático, um período de repouso para as pessoas e para a aterra, durante o qual não se podia semear, nem colher. Durante o séc. XIX, o costume foi levado para as universidades americanas, onde a licença sabática permitia que os catedráticos se afastassem durante um período para uma reciclagem académica. Por volta de 1950, o conceito de 'ano sabático' começou a ser transportado para o meio empresarial, como tentativa de combater a falta de motivação. Desde então, muitas empresas têm vindo a aperceber-se das vantagens para o aumento da produtividade dos seus colaboradores.

Mas, tirar um ano sabático é muito diferente, ou melhor, nada tem a ver com o 'estar de férias' ou com o 'ficar à sombra da bananeira'. Nada disso. É um período virado para o autoconhecimento, para o enriquecimento e para se pensar em novos projetos pessoais.

Como se pode aproveitar este ano sabático? Estudando, viajando, vivendo novas experiências, escrevendo, fazendo investigação, reciclando conhecimentos. Um ano sabático pode ser um ano dedicado a se fazer da vida, aquilo que é susposto: VIVER! 

 

 

 


Contactos

Pieces of Moments