Mudança por convicção ou por compulsão?

08-06-2017 11:32

Resultado de imagem para um homem com convicção pode superar

"A mudança é o processo através do qual o futuro invade as nossas vidas" Alvin Toffler

Todos/as nos sentimos prisioneiros/as do fastio, da impotência e da melancolia quando os assuntos nos ultrapassam e o volume de exigências que a vida apresenta nos parece excessivo. No entanto, há quem diga que consegue fazer tudo e os/as que se sentem nulos/as diante de qualquer circunstãncia. Mas...há sempre um meio-termo: entre o NÃO POSSO e o POSSO TUDO há possibilidades válidas e inteligentes.Perante uma crise, tendemos a assumir uma de duas posturas: a da mudança por compulsão ou a da mudança por convicção. 

A grande maioria das pessoas muda por compulsão, porque não tem outro remédio, porque está entre a espada e a parede, sendo que a mudança surge como algo consumado. Existem, no entanto, outras pessoas que mudam por convicção, que tomam partido da mudança, que conseguem transformar e transformar-se. As primeiras pensam que, se não obtiverem o que querem, é porque foram enganadas ou porque o objetivo não existe e alimentam-se de sentimentos negativos e tóxicos. As segundas nutrem-se de uma certa ingenuidade, de esperança, de otimismo e de generosidade, acreditando que há sempre uma pequena oportunidade para se chegar à meta.

De tudo isto, se deduz a importância e o poder do ACREDITAR. Enquanto a mudança forçada implica a preguiça, a inércia e um caminho para a perda, a transformação resulta de uma vontade e de uma convicção, de procurar e de encontrar um sentido e um porquê, sendo que o ingrediente principal desse porquê é sempre o AMOR ou a PAIXÃO pelo que pretendemos transformar.

Deixem-se inspirar, deixem-se transformar.

"Quando o meu sofimento aumentou, percebi que só havia duas maneiras de enfrentar a situação: reagir com amargura ou transformar este sofrimento numa força criativa. E escolhi este último caminho."

 Martin Luther King

 


Contactos

Pieces of Moments