Assalto de Carnaval ou Assalto à Alma?

13-02-2017 10:46

Foto de Diogo Piçarra.

Assim foi no sábado à noite. 4.000 pessoas (incluindo eu e a minha filha mais velha) estiveram no Assalto de Carnaval de Torres Vedras, cujo arranque foi fenomenalmente marcado pelo Concerto de Diogo Piçarra. Entre imensos mascarados, as habituais e famosas matrafonas e outros "à civil" como eu, o espírito entusiasta de Carnaval estava ao rubro. Passava meia-hora da hora marcada quando o Diogo entrou em palco, sendo aplaudido e aclamado efusivamente pelos milhares presentes. Com uma simpatia contagiante, DP teve uma brilhante atuação, marcando assim, em Torres Vedras, o final da sua Tournée. Dirigindo-se várias vezes ao público, tendo tocado vários instrumentos, DP levou-nos a cantar com ele do início ao fim, envolvendo-nos com as suas músicas fantásticas e marcando-nos com as suas letras. Deixadas para o final, "Verdadeiro", "História", "Tu e Eu", "Dialeto", "Entre as Estrelas" e "The Wall of Love", o espaço encheu-se de telemóveis no ar e de muitas luzes. DP fez-nos repetir que "família é para sempre", por ocasião de uma das músicas e quando cantou "The Wall of Love"pediu que fosse aberto um corredor entre a multidão e que a seguir fosse fechado com um abraço entre as pessoas de cada lado.

Torres Vedras não deixou por mãos alheias o apoio incondicional ao cantor e ele não ficou indiferente àquele contagiante Assalto de Carnaval.

Obrigada DP. És um filósofo da alma. Foi um Assalto de Carnaval com um misto de Assalto à Alma. As tuas músicas são uma verdadeira inspiração. Até sempre. E a noite seguiu animadíssima e ao rubro com a atuação da Banda Baco. É o Carnaval de Torres, o melhor e o mais português de Portugal. Quem é que AINDA não o conhece? Estão a tempo de decidir.

Apesar de o som não ser o melhor, publicarei na página do facebook, excertos em vídeo dessa noite inesquecível. Até já.

 

 

 


Contactos

Pieces of Moments