Abrir caminhos...

24-05-2017 13:59

Imagem relacionada

A vida ensina-nos a ter antes de dar, não só no que respeita às coisas materiais, mas também aos sentimentos. Se obtivermos algo, vencemos. Se abdicarmos de algo, perdemos. Assim, é mais provável que tenhamos, acumulemos, agarremos e levemos do que desistamos ou abandonemos. Citando David Richo: "O ego adora gabar-se e agarrar-se às coisas mas isso só lhe traz inquietações e desilusão. Abandonemos para sermos felizes. Abandonar não é uma perda, mas uma emancipação." Não podemos progredir se acumularmos situações ou sentimentos. Uma mão fechada não pode receber uma prenda. Para que as nossas vidas decorram mais calmamente, temos que retirar às nossas vidas aquilo que as impede de funcionar. Quando abandonamos coisas materiais que estão avariadas ou são obsoletas, criamos um espaço que vai ser preenchido por algo melhor. Quando aliviamos os pensamentos ou sentimentos que nos bloqueiam a confiança, criamos espaço para uma vida mais confiante.

Armazenamos a infância dentro de nós e assim que crescemos, é o nosso corpo que paga esse preço. A acumulação de ressentimentos, pode levar a uma reação química no nosso organismo e os sentimentos menos saudáveis são transformados em reações químicas negativas que se manifestam em graves doenças físicas. Temos de libertar esses pensamentos e sentimentos tóxicos. As dores de cabeça, as dores corporais, as náuseas, as palpitações e outros sintomas físicos, surgem muitas vezes da acumulação das nossas emoções no corpo. É preciso descobrir dentro de nós o que nos bloqueia e que parte de nós resiste a mudanças saudáveis.

É preciso abrir caminhos.

Deixem-se inspirar, deixem-se transformar.

"Feche algumas portas. Não por orgulho ou arrogância, mas porque já não levam a lado nenhum." Paulo Coelho


Contactos

Pieces of Moments