A cada dia, a cada palavra...

07-06-2017 13:35

Imagem relacionada

À medida que passamos por muitas situações e estados de espírito e que aceitamos com humildade os desequilíbrios, os traçados interrompidos, a fragilidade de pensamentos e sentimentos e as falhas no quotidiano, estamos mais perto de sermos quem podemos ser. Ao tentarmos ultrapassar com amabilidade, criatividade e habilidade cada adversidade, circunstância e dificuldade, estamo-nos a mudar e a transformar. A isto se chama responsabilidade. Responsabilidade pela nossa vida e pelo impacto positivo que ela poderá ter na nossa comunidade, na sociedade e no mundo.

Durante muito tempo, a lucidez era equiparada ao cinismo, onde o/a inteligente podia usar a ironia e o mau-humor de forma a ser um bom ou uma boa crítica. Basta disto. É hora de reivindicar e de recuperar a ligação entre a bondade, a lucidez, o otimismo e a ação coerente. Sim, ser cínico/a é bem mais fácil: requer apenas displicência, vontade de magoar e de culpar as outras pessoas, muita frustração, ausência de ação e mau-humor. E ao ser fácil, o mundo está repleto de cínicos/as. Mas, muito honestamente, prefiro os/as otimistas bondosos/as, os verdadeiramente trabalhadores e as verdadeiramente trabalhadoras, os homens e as mulheres de ação consciente. São estes e estas que mudam e mudarão o mundo, que farão diferente dos/das demais, apesar de muitas vezes serem rotulados/as como utópicos/as e ingénuos/as.

Deixem-se inspirar, deixem-se transformar.

"Compreender significa ação imediata. A ação criativa congruente define a humanidade humanizada. Abandonar a preguiça e passar à ação consciente, isto é, viver o presente. Porque a mais pequena ação vale mais que a intenção maior. O sentido de humor e a visão positiva são uma parte importante do equipamento necessário para este trajeto vital tão cheio de desafios."

Jiddu Khrisnomurthi (filósofo hindu)


Contactos

Pieces of Moments